Pesquisar este blog

Recuperar senha de logon do Windows8 com Ubuntu

Caso você tenha perdido a senha de logon do Windows8, não tenha a senha de admistrador ou precise realizar tarefas administrativas essa dica será de grande valia.
Vamos lá.

Primeiramente você precisará de uma imagem Live do Ubuntu em um CD/DVD ou USB. Caso não tenha primeiramente tome esta providência, o resto vai ser bem rápido. (Neste exemplo utilizo Debian, mas não há diferença).

Realize o procedimento de boot normalmente e dê preferência para carregar o Ubuntu na opção:
Carregar sem instalar / Testar sem instalar

Após o carregamento acesse o terminal:
Aplicações/Applications> Terminal

Altenativamente utilize:
CTRL+ALT+T

No terminal digite:
$ sudo -s (para tornar-se root)

# fdisk -l


Monte a partição que contenha o sistema operacional:
# mount /dev/sda4 /mnt

Obs.: no meu caso. No seu pode ser que o Nº da partição seja 1. Para ter certeza apenas verifique que a partição escolhida está em formato nativo do Windows.

Acesse a partição que contém a instalação do Windows8
# cd /mnt/Windows/System32

Copie estes arquivos: CMD.EXE e OSK.EXE
# cp cmd.exe osk.exe

Obs.: Basta copiar. Não é necessário fazer mais nada.

Reinicie a máquina e inicie normalmente:
# reboot

Na tela de login do Windows 8, clique no ícone  do lado esquerdo e escolha Teclado Virtual


Será aberto um terminal do DOS. Crie um novo usuário para acessar o sistema.

Criar novo usuário:
$ net user novousuario senha /add

Em novousuario coloque o nome que deseja usar para a nova conta e em senha digite a senha para este usuário.

Agora defina que este usuário tenha privilégio de administrador, para que possa ter acesso total ao sistema.

Conceder privilégio de administrador:
$ net localgroup administradores nomedousuario /add

Obs.: A grafia é esta mesmo, administradores.

Em nomedousuario coloque o nome do usuário que você acabou de criar.

Feito isso basta reiniciar o sistema.
Seja feliz!



3 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigado pela visita!
      :'( foi difícil ter que ler os trocentos readme da Microsoft e o pessoal do VOL (Viva o Linux) ajudou demais.

      Excluir